Gosto em conferir um sentido às coisas


Os seres humanos conservam durante toda a vida uma sadia e infantil necessidade de brincar, de fazer coisas sem outro objetivo senão o prazer de fazê-las. E, se bem cultivadas, as suas mentes adoram demorar-se no exercício do pensamento, na reflexão e no estudo; experimentam prazer em reportar acontecimentos humanos singelos para um quadro de referência intelectual mais vasto e mais profundo; tomam gosto em conferir um sentido às coisas.

— Domenico de Masi: Criatividade e Grupos Criativos – Capítulo 16 – Dois Modelos de Criatividade

fazer coisas sem outro objetivo senão o prazer de fazê-las

fazer coisas sem outro objetivo senão o prazer de fazê-las

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s