Lugar de gênios


O maior recurso – desmedidamente abundante e do qual Atenas soube fazer um uso louvável – foi a criatividade genial dos artistas, dos pensadores e dos políticos que confluíram naquele que talvez permaneça até hoje como o mais denso aglomerado de gênios de todos os tempos. Basta uma olhada nas datas: em 500 nasce Anaxágoras; em 499, Ésquilo estréia em Atenas; em 496 nasce Sófocles; em 495, Péricles; em 484 nasce Heródoto; Eurípedes nasce no ano 480; Sócrates, em 469, e em 460 nascem Demócrito e Tucídides; Aristófanes vem ao mundo em 450 e Píndaro parte dele em 438; Xenofonte nasce me 430; Platão, em 427; Diógenes, em 413, e em 384 nascem Demóstenes e Aristóteles; Teofrasto nasce em 372. Se a esses personagens se somam Fídias, Lísipo, Policleto e Zeusi, todos eles ativos em Atenas no mesmo período de tempo, e caso se levem em conta que até esse período, conforme já vimos, as ondas do progresso humano haviam procedido em ritmo muito lento, de milênios ou de milhares de milênios, damo-nos conta da grandeza da aceleração que os gregos souberam imprimir à história da criatividade.
— Domenico de Masi: Criatividade e Grupos Criativos – Capítulo 6: O homem descobre a sabedoria e inventa o ócio

Heródoto

Heródoto

Ésquilo

Ésquilo

 

Aristóteles

Aristóteles

Péricles

Péricles

Cópia romana da cabeça de Alexandre Magno de Lisipo no Museu Arqueológico de Istambul.

Cópia romana da cabeça de Alexandre Magno de Lisipo no Museu Arqueológico de Istambul.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s