o que à noite se esgueira pelos corredores

Eu sou o que deixaram sob o tapete, o que à noite se esgueira pelos corredores, chorando. Sou o riso no andar de cima muito depois que uma criança morreu. Sou o anjo no alto da escada de onde alguém acaba de rolar. Sou todos os que chegam quando ninguém suspeita: saem de trás das portas, das entrelinhas, do desvão.
– Lya Luft: O Ponto Cego

Hidden by NightingaleOnFire (Deviantart.com)

Hidden by NightingaleOnFire (Deviantart.com)

o coração oculto

o coração oculto

os altivos e presunçosos olhos do cigano

O cigano continuava de pé no alto da escada, imperturbável, sem qualquer expressão. Mas o seus olhos atrevidos continuavam fixos em Yvette. Ela sentia-os no rosto, no pescoço, e não ousava olhar para cima. Framley olhava, às vezes, para ele, mas os seus olhos encontravam-se com os altivos e presunçosos olhos do cigano. Olhar estranho para alguém que pertencia afinal à tribo dos humildes. Olhar do pária, desafio meio sarcástico do réprobo, cheio de desdém pelos homens respeitadores da lei.
— D. H. Lawrence: A Virgem e o Cigano

cheio de desdém pelos homens respeitadores da lei

cheio de desdém pelos homens respeitadores da lei

alma anti-puritana

alma anti-puritana

de uma fealdade legítima

O Xisto era o carioca mais feio que ainda se viu.
Não tinha defeitos físicos, não o deformavam aleijões nem protuberâncias: era naturalmente feio, de uma
fealdade legítima, resultando do conjunto infeliz de todas as partes do corpo e não de quaisquer incidentes ou particularidades.
– Artur Azevedo: X e W, em Contos Escolhidos

conjunto infeliz de todas as partes

conjunto infeliz de todas as partes

Histórias do fim de século no Rio

Histórias do fim de século no Rio

Destruidora de mitos

ROMEU

O que eu não gosto nessa mulher que se autodenomina destruidora de mitos são as suas opiniões fúteis sobre todos os assuntos, violência urbana, consumismo, pobreza, dívida externa do Terceiro Mundo, conflitos no Oriente Médio, sexo, poluição, demografia, etnia, ecologia, clonagem, eutanásia. Numa discussão, quando lhe faltam argumentos ela muda de tópico ou agride o antagonista com frases de efeito.

— Rubem Fonseca: À Maneira de Godard, conto do livro A Confraria dos Espadas

agride o antagonista com frases de efeito

agride o antagonista com frases de efeito

A imaginação enxuta de Rubem

A imaginação enxuta de Rubem