só houve a esperança de um tolo

 – Nunca houve muita esperança – disse ele. – Só houve a esperança de um tolo, como me disseram.

Photo: Bernie Boston

Photo: Bernie Boston

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei – Livro V

Capítulo 4 – O cerco de Gondor

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

Anúncios

na mão trazia uma única flecha

Estava vestido como um cavaleiro, com uma capa verde-escuro sobre uma cota de malha fina; na frente de seu elmo estava gravada uma pequena estrela de prata. Na mão trazia uma única flecha, adornada com plumas negras e com farpas de aço; mas a ponta era pintada de vermelho.

uma pequena estrela de prata

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei – Livro V

Capítulo 3 – A concentração das tropas de Rohan

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

mas os Mortos a seguiram

Mas no dia seguinte não houve aurora, e a Companhia Cinzenta passou para dentro da escuridão da Tempestade de Mordor e se perdeu da visão dos mortais, mas os Mortos a seguiram.

no dia seguinte não houve aurora

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei – Livro V

Capítulo 2 – A passagem da Companhia Cinzenta

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

reluzindo qual esporão de pérola e prata

Então, Pippin deu um grito, pois a Torre de Ecthelion, erguendo-se altiva dentro das muralhas mais altas, brilhou contra o céu, reluzindo qual esporão de pérola e prata, alta, bela e elegante, com seu pináculo faiscando como se fosse de cristais; e bandeiras brancas se abriram e tremularam nos baluartes ao compasso da brisa da manhã, e alto e distante Pippin ouviu um toque cristalino, que parceia sair de trombetas de prata.

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei – Livro V

Capítulo 1 – Minas Tirith

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

tenho algo a fazer antes do fim

– Que devo fazer, que devo fazer? – disse ele. – Será que o acompanhei por todo esse longo caminho para nada? – Então lembrou-se de sua própria voz dizendo palavras que na ocasião lhe pareceram sem sentido, no início de sua jornada: Tenho algo a fazer antes do fim. Devo passar por isso, senhor, se o senhor me entende.

todo esse longo caminho para nada?

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – As Duas Torres – Livro IV

Capítulo 10 – As escolhas de Mestre Samwise

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

tecendo teias de sombra

Mas ela ainda estava lá, ela que chegara antes de Sauron, e antes da primeira pedra de Barad-dûr; nunca servia a ninguém a não ser a si própria, bebendo o sangue de elfos e homens, intumescida e gorda, remoendo sem cessar seus banquetes, tecendo teias de sombra; pois todos os seres vivos eram sua comida, e seu vômito a escuridão.

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – As Duas Torres – Livro IV

Capítulo 9 – A Toca de Laracna

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta

um guincho dilacerante

A terra rosnou e da cidade veio um grito. Misturado a vozes roucas como as das aves de rapina, e ao relinchar agudo de cavalos alucinados de raiva e medo, veio um guincho dilacerante, que foi rapidamente aumentando num tom agudo, ultrapassando o alcance da audição.

J. R .R. Tolkien: O Senhor dos Anéis – As Duas Torres – Livro IV

Capítulo 8 – As escadarias de Cirith Ungol

Tradução de Lenita Maria Rimoli Esteves e Almiro Pisetta